sábado, 11 de junho de 2016

[Testando] Nova Pampers Premium Care

Faço parte do The Insiders, um grupo que recebe amostras de produtos para testar. Os produtos que recebemos ainda não foram lançados, nós temos acesso antes do público para testarmos e darmos nossa opinião. Eles lançam as campanhas e nós nos candidatamos para as que são de nosso interesse e eles selecionam quem vai participar de determinada campanha de acordo com o perfil da pessoa.
Fui selecionada para testar a nova Pampers e recebi essa semana o kit: um pacote de lenços umedecidos, um pacote de fraldas e 10 mini-pacotes de amostras de fraldas para distribuir. Como as fraldas dos mini-pacotes eram todas tamanho G, tive dificuldade em distribuir, pedi às amigas que indicassem pessoas conhecidas para que pudessem usar as fraldas e preencher os questionários.
Essa nova fralda tem a tecnologia Extra Sec Pods, que distribui o xixi uniformemente. Realmente funciona! O Lorenzo usa uma fralda para a noite toda, geralmente Huggies ou Pom Pom. Quando acorda a fralda esta sempre inchada e caindo e a Premium Care fica no mesmo lugar, não cai, e é visível que o xixi fica distribuído de maneira uniforme. Outro ponto positivo da fralda é a maciez do material com que é confeccionada que nem de longe parece com o material de outras fraldas, que se assemelham a plástico. A Pampers Premium Care parece feita de algodão! Além disso ela tem elástico nas laterais pra ajustar na cintura do bebê. Eu cheguei a puxar pra testar e não arrebentou.
As toalhinhas umedecidas tem um cheirinho incrível, muito, muito bom. Tem a textura bem suave e não são 'molhadas' como alguns lenços que vemos no mercado. Eu adorei! Tem um tamanho bom, limpam muito bem, deixam um cheiro ótimo no bebê. Só acho que elas poderiam ser um pouquinho mais grossas - como os lenços Huggies, por exemplo - mas mesmo sendo mais finas limpam muito bem e além disso não rasgaram - e já que estou comparando com o Huggies, sejamos honestos, os lenços deles rasgam com muita facilidade. O pacote de lenços também tem um ótimo tamanho pra levar na bolsa e o fechamento é ótimo, além do design da embalagem ser uma graça. O único problema de ser tão compacto é que as toalhinhas ficam super agarradas. Eu fui tirar uma e a que estava por baixo saiu quase que pela metade e eu acabei tendo que empurrar pra dentro para fechar.
No geral a fralda é perfeita, cumpre o que promete. Vale muito à pena pagar por ela.
Os lenços também me agradaram muito, preciso agora decidir se fico com eles ou continuo com o Huggies, mas vou ter essa resposta com o uso contínuo, até o pacote que recebi acabar e eu poder dizer com propriedade se são melhores que o Huggies.
Agradeço ao The Insiders pela oportunidade de poder testar esse ótimo produto e quem quiser participar e ter a chance de testar produtos, é só deixar nos comentários um e-mail válido. Os meus indicados ganham 10 pontos ao fazerem a inscrição através do meu e-mail de indicação. Os pontos no The Insiders são importantes para participar das atividades propostas lá.

#NovaPampersPremiumCare
#theinsidersbrasil

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Torta de abobrinha e alho poró

Antes que eu esqueça, porque só na semana passada tirei foto de 3 receitas diferentes e não postei, corri pra cá. Claro que o fato das crianças estarem dormindo e o frio terrível do Rio de Janeiro me impedir de lavar a louça ajuda bastante numa postagem, mas essa receita ficou muito boa. Essa torta, se é que pode ser chamada de torta, é muito leve e acho que pode ser feita com vários outros 'recheios'. Eu usei o que tinha: abobrinha, cebola roxa, alho e as folhas do alho poró. A massa é diferente, leve, muito boa e olha que eu usei óleo de soja, que geralmente deixa um gosto bem forte na massa, mas nessa receita ele desapareceu.
Encontrei a receita no Pecado da Gula, que eu amo, e fiz algumas adaptações. A receia original está no link e a que coloco aqui é a que adaptei.

Precisa de:
- 80 gramas de farinha de trigo ( usei a com fermento )
- 2 ovos
- 1 colher de chá de fermento
- 1 colher de chá de sal
- 1/2 xícara de óleo
- 4 colheres de sopa de queijo raladoalado
- 1 abobrinha pequena ralada
- 1/4 de cebola roxa picada
- 1 dente de alho ralado
- folhas do alho poró picadas bem finas

Como faz:
Bater no liquidificador: ovos, óleo e sal por 3 minutos. Eu tirei a película da gema.
Peneirar a farinha, acrescentar o queijo ralado e o fermento. Depois dos 3 minutos, coloque a mistura do liquidificador na farinha com queijo e misture. Entram então os itens do recheio. Misture tudo e coloque numa forma untada com azeite e leve ao forno pré aquecido, 180°, até dourar.

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Bolo de leite em pó

Eu fiz pão integral e meu pobre filho Romeo, já não aguentando mais a vida de suco verde e pão integral veio me pedir um bolo. Mas tinha que ser bolo com chocolate em cima. E de cenoura. Isso ontem.
Hoje pediu bolinho de chuva e perguntei se ele não preferia o bolo e ele, claro, preferiu o bolo. Sempre prefere.
Não tenho mais cenouras, não tenho mais bananas ou laranjas e o limão é pro suco verde. Pensei em fazer 'bolo de bolo', que é o bolo mais comum desse mundo e eu assim o conheço pois era essa a resposta da minha mãe quando questionada sobre o sabor do bolo branco.
Pra inventar uma moda eu coloquei óleo de coco e leite em pó no bolo e, socorre aqui gente! Ficou muito macio, lindo, cheiroso, fofinho. Faz correndo que vale à pena!

Precisa de:

- 1 xícara e 1/2 de farinha de trigo ( usei com fermento, que não uso habitualmente, mas era a que tinha )
- 1 xícara de leite em pó
- 1 xícara de aç~ucar
- 1 colher de café de sal
- 2 colheres de sopa de manteiga
- 1 colher de sopa de óleo de coco
- 1 colher de chá de fermento
- 1 ovo
- 1 xícara de água


Como faz:

Peneirar a farinha com o fermento, o sal e o leite. Peneirar o açúcar, descartar o que ficar na peneira, acrescentar a manteiga e começar a bater. Assim que misturar acrescentar o óleo de coco. Bata por aproximadamente 10 minutos.
Acrescente a mistura de farinha de trigo e vá intercalando com a água, de modo que a farinha vá por último para a batedeira.
Coloque na forma untada e enfarinhada e leve ao forno, pré aquecido, 180°, até ficar pronto. Não sou boa com tempos porque acredito que isso dependa exclusivamente de cada forno, então vai vendo até ficar lindão e não abra o forno antes de completar 40 minutos. Essa receita é pra uma forma pequena e dá pra dobrar ou triplicar tranquilamente. Não sei como ficaria o fermento se a farinha já não tivesse. Vou testar em uma próxima oportunidade.

Por cima coloquei uma calda de chocolate ( 2 colheres de açúcar, 5 de chocolate em pó e 5 de água, leve ao fogo até ferver ).

Aqui nessa montagem o bolo em 3 closes pra ficar bem famoso!


terça-feira, 31 de maio de 2016

Ser blogueiro, comofas?

Fiz esse blog pra guardar as receitas que eu fazia e davam certo e pra lembrar das que deram errado.
Eu até tentei ter cadernos de receitas, aqueles tipo de vó, mas essa experiência não foi lá muito interessante. Um deles foi todo riscado pela minha filha. O outro, Seu Jorge, meu saudoso e amado gato, resolveu fazer um xixizinho em cima, em um daqueles dias que o mau humor felino dele atacava. Arrasada, comecei a colocar as receitas em documentos do word e consegui foi zonear varias pastas e nunca achava nada quando precisava. Dai pensei 'ah, faço um blog, coloco as receitas lá e ainda posso usar a busca, olha que maravilha!'. Mas ter alguma coisa na internet não é só isso. As pessoas interagem. Perguntam se você já tentou fazer aquela receita com farinha de arroz e se deu certo. Perguntam a idade dos seus filhos, veja só você! Elas se sentem conhecidas suas, parte da sua rotina e, claro, como a sua amiga que passa no final da tarde na sua casa pra tomar um café, perguntam, sugerem, elogiam.
Quando essa interação começou eu fiquei meio pasma 'ué, estão lendo isso?' e essa minha surpresa não ajudou em nada. Na empolgação eu deveria ter investido no blog, visitado os blogs que eu gostava, retribuir as visitas, os comentários e assim conhecer mais gente legal, ainda que me parecesse estranho manter amizade apenas virtual.
Na minha saga pela alegria (leia-se 'cura para depressão'), meu psicólogo perguntou se eu lembrava de alguma coisa que eu fazia desde bem nova e gostava e, na hora, respondi 'escrever'. Nem precisei pensar muito, eu realmente sempre gostei muito de escrever. Ele me sugeriu escrever um diário, livro ou blog, o que seria uma maneira de ocupar o tempo ocioso, geralmente destinado a pensar em toda sorte de acontecimentos desastrosos e fatais. Não fiz o diário nem o livro e lembrei desse blog. Pensei em quanto tempo não escrevia, aliás, pensei que nunca escrevi de fato, não levei adiante um projeto de blog que pudesse ser lido e seguido pelas pessoas por despertar interesse.
Eis que hoje estou aqui determinada a fazer esse blog funcionar, seja lá como for que se faça isso.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Bolo de banana.

Esse bolo pode ser feito com o caramelo e as bananas, como na foto, ou com a forma untada e enfarinhada, misturando pedaços de chocolate meio amargo à massa.
Fica fofinho e muito cheiroso!

Precisa de:
- 2 e 1/2 xic da farinha;
- 1 xic de açúcar mascavo;
- 2 colheres de chá de fermento;
- 1 pitada ( exagerada, tá ) de bicarbonato;
- 2 ovos;
- 1/2 xic de manteiga amolecida;
- 3 bananas amassadas;
- 1/2 xic de buttermilk.

Como faz:
Peneirar farinha e bicarbonato juntos. Bata a manteiga com o açúcar por 10 minutos. Acrescente os ovos, 1 a 1, misturando à massa em cada adição. Coloque a banana amassada, bata ate misturar e vá colocando a farinha e o buttermilk, intercalados, terminando sempre com a farinha.
Leve ao forno pré aquecido, 180°, por cerca de 45 minutos.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Pão integral lindo, perfeito, maravilhoso!

Os pães integrais do mercado são a maior enrolação da história: quase não tem farinha integral, fora os outros vários aditivos.
Eu amo fazer pão e desde que ganhei a MFP, sempre que posso, faço pão em casa.
Testei várias receitas de pão integral e realmente é muito complicado encontrar um pão que seja 'comível', até que nas minhas andanças pela internet encontrei essa receita do Menu à Trois. É perfeita e sempre dá certo. Eu troquei a manteiga pelo óleo de coco e meu pão tornou-se um pão integral vegano lindo, macio e muito cheiroso.
Infelizmente leva açúcar e o fermento seco, mas pra  tentar melhorar eu coloco açúcar demerara ( que não deixa de ser açúcar ) e pretendo testar com o fermento biológico fresco, o que ainda não fiz porque é um pouco difícil de encontrar hoje em dia.
Esse pão dura em média 3 dias, se bem guardado, tampadinho. Deixo fora da geladeira e coloco no forno um pouquinho pra esquentar antes de comer, mas frio também é ótimo!
Vou postar a receita que faço na MFP e no link acima tem a receita original do Menu à Trois com sova feita na batedeira.

Precisa de:
- 500 gramas de farinha de trigo integral
- 6 gramas de fermento biologico seco
- 12 gramas de sal
- 18 gramas de açúcar
- 33 gramas de óleo de coco e mais um pouquinho pra untar o pão
- 300 gramas de água

Como faz:
Coloco na MFP a água, o óleo, sal, açúcar, farinha e, no meio, o fermento. Escolho o ciclo de massas,  deixo terminar o processo todo, tiro a massa da MFP e coloco na forma de pão untada e cubro a superfície do pão com uma camada fina de óleo de coco e espero crescer. Depois levo ao forno 250° pré aquecido e deixo 10 minutos e então diminuo a temperatura para 230° e deixo o pão por mais 20 minutos.
Ao final desses tempo é só bater na superfície do pão, como se estivesse batendo na madeira - rs - e se o som for oco o pão está pronto!








terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Rosquinha

Originalmente essa é uma receita de sonho. Peguei no blog Pecado da Gula. Eu já fiz sonho com essa massa e faço rosquinha por ser mais prático, já que não precisa de recheio.
Sempre misturo os ingredientes à mão, não dá trabalho e não precisa sovar muito.

Precisa de:
- 1/2 kg de farinha de trigo;
- 1 pacotinho de fermento biologico seco;
- 1/2 xícara de manteiga;
- 25 gramas de açúcar;
- 2 ovos;
- 1 pitada de sal;
- 1/2 xícara de água.

Como faz:
Separe 50 gramas da farinha e acrescente o fermento e um pouco da água para formar uma esponja. Deixe descansar por 15 minutos dentro do forno. Depois desse tempo acrescente os outros ingredientes e sove até obter uma massa lisa e macia.
Deixe a massa descansar por 10 minutos, dentro do forno, coberta com um pano úmido.
Modele as roscas ( ou sonhos ), coloque em um tapete de silicone ou forma untada e espere dobrar de tamanho.
Frite em óleo não muito quente até dourar.
Escorra e passe em uma mistura de açúcar com canela.